Uber

Conta Uber desativada

Existem inúmeros motivos pelos quais um motorista pode se deparar com sua conta Uber desativada. Sem dúvida é uma situação que ninguém deseja passar, afinal, se está trabalhando nessa profissão é porque realmente precisa. Contudo, pequenos deslizes podem acontecer e provocar essa desativação.

Além dos deslizes, uma conta também pode ser bloqueada por uma razão que foge ao controle do motorista: o relato de um passageiro. Obviamente, nem todos os relatos possuem motivos suficientes para isso, mas dependendo do que for escrito o resultado final pode ser uma conta Uber desativada – mesmo quando não deveria.

Motivos para uma conta Uber desativada

A seguir faremos uma lista dos principais erros cometidos pelos motoristas que, dependendo da frequência que acontecem, podem resultar na desativação da conta. Além disso, também comentaremos sobre os tipos de relatos de passageiros que colocam os motoristas em risco de perderem suas contas.

Mas antes, saiba que você pode resolver alguns dos principais problemas com sua conta, inclusive os que citaremos logo abaixo, através da página Uber Telefone, onde você terá acesso as principais páginas para resolução desses problemas, incluindo os telefones de atendimento da Uber e suas unidades de atendimento.

Taxa de cancelamento alta

Todo motorista tem o direito de cancelar uma corrida, independentemente de qual seja o seu motivo, e não há nenhum problema nisso. Mas a partir do momento que isso se torna um hábito frequente e diário as consequências podem ser desastrosas.

O ideal é que o motorista cancele no máximo 20% do total de corridas feitas no seu dia a dia. Portanto, se ele faz 15 corridas num dia, pode cancelar outras 3 tranquilamente.

Geralmente os cancelamentos são indicados para situações onde haja falta de segurança ou nenhuma viabilidade de chegar até o passageiro. Fora isso, é melhor evitar usar esse recurso para não correr o risco de ter a conta Uber desativada.

Taxa de aceitação baixa

Diferente da taxa de cancelamento, a de aceitação diminui sempre que uma solicitação de viagem aparece no aplicativo e o motorista não toca nela para aceitá-la. Nesse caso ele pode recusar sem problema até 30% do total de viagens feitas num dia.

Por exemplo: se o motorista aceitar e concluir as 10 primeiras viagens do dia sua taxa de aceitação será de 100%. Mas se ele não aceitar a próxima viagem essa taxa cairá para 90%. Se por alguma razão ele voltar a recusar novamente as próximas duas viagens, a taxa cairá para 70%.

No mesmo dia ele pode recusar mais viagens e essa taxa ficar abaixo dos 70% e não há um grande risco nisso. O problema fica sério quando essa taxa fica inferior a 70% em relação aos últimos 7 dias de trabalho. Aí o risco de se deparar com a conta Uber desativada é muito maior. Portanto, o ideal é que o motorista fique desconectado da plataforma quando não quiser receber mais viagens, ao invés de recusá-las.

Iniciar ou encerrar uma corrida sem o passageiro

Não deveria, mas este é um erro muito comum cometido por uma grande parte dos motoristas. A maioria acredita que ao fazer isso estará ganhando dinheiro a mais às custas do passageiro, no entanto se tem algo que estão ganhando são pontos para terem a sua conta Uber desativada mais cedo.

Todas as viagens são monitoradas desde o momento que o passageiro faz a solicitação até a mesma ser encerrada. Isso significa que o sistema da Uber sabe quando o passageiro está dentro do carro e quando não está, portanto, iniciar ou finalizar uma corrida depois quando o passageiro não está no carro é muito perigoso.

Aliás, se o passageiro fizer um relato sobre o caso no aplicativo ao perceber que o motorista iniciou a viagem antes dele entrar ou que finalizou muito tempo depois dele desembarcar, o resultado será uma conta Uber desativada e um motorista desesperado.

Nota abaixo de 4.65

Ao final de cada corrida o motorista pode ser avaliado pelo passageiro, porém nem todos o fazem. Isso significa que se um passageiro gostou do serviço certamente ele fará uma boa avaliação – 5 estrelas, provavelmente – e se não gostou poderá diminuir a avaliação.

As avaliações são levadas muito a sério pela Uber, pois possuem a principal finalidade de manterem um padrão de qualidade que satisfaça os passageiros. Por isso é tão importante que os motoristas estejam sempre empenhados em prestar um bom serviço e garantirem boas avaliações.

O mínimo recomendado é que a avaliação esteja sempre acima de 4.70 e mesmo assim ainda está longe do ideal. A margem mais segura e bem vista pelos passageiros está em entre 4.80 e 4.90. Com essas avaliações dificilmente um motorista terá sua conta Uber desativada.

O perigo se torna grande quando essa avaliação chega no patamar dos 4.65 e se mantém assim por uma semana. Dificilmente o motorista escapará de banimento após 7 dias nessa situação.

Conta Uber desativada por relatos de passageiros

Se o passageiro se sentir inseguro pela forma como o motorista dirige ou por perceber que o carro não está em condições ideais de estar rodando nas ruas, provavelmente ele fará um relato a respeito no aplicativo. Dependendo da interpretação do funcionário sobre a situação pode ser que o motorista seja apenas alertado a melhorar ou, na pior das hipóteses, terá sua conta Uber desativada.

A parte ruim dos relatos é que existem passageiros desonestos e dispostos a atrapalhar a vida do próximo, então qualquer detalhe – por mais besta que seja – se torna um motivo para ele fazer um relato completamente descabido da realidade. Nesses casos é quase sempre certo que a conta do motorista será desativada, infelizmente.

A seguir comentaremos alguns dos relatos mais comuns de passageiros.

Carro sujo

Sem dúvida esse é o tipo de relato mais comum, mas dificilmente pesa contra o motorista ao ponto de ter sua conta Uber desativada, a não ser que esse tipo de relato seja frequente.

Para evitar esse tipo de relato o motorista pode fazer uma limpeza rápida do assoalho do carro a cada três viagens. Basta pegar os tapetes, sacudi-los fora do carro e depois voltar ao lugar em que estavam.

A propósito, ao fazer isso o próprio motorista notará quando for necessário fazer uma limpeza mais forte devido a um passageiro ter entrado no carro com os pés sujos de barro ou qualquer outro tipo de sujeira que certamente irá incomodar o próximo usuário.

Conforto

Outra grande queixa dos passageiros é o conforto ou a completa ausência desse pequeno detalhe.

Mas afinal, o que seria esse conforto? Pense na seguinte situação: é um dia de muito calor e ao invés de ligar o ar-condicionado o motorista prefere deixar os vidros abertos para economizar combustível. Quais são as chances do passageiro relatar isso para a Uber? Muito altas.

Eles estão no direito de reclamar sobre isso? Sim, pois uma das exigências da empresa é que todos os carros tenham ar-condicionado, não para ficarem de enfeite, mas para serem devidamente utilizados.

Sendo assim, o ideal é que o motorista – caso não tenha alergia – esteja sempre com o ar-condicionado ligado e somente desligue se o passageiro solicitar.